S 23°23.805′
W 045°00.470′
Juliana, Itamambuca, SP
Juliana resolveu trocar o agito de São Paulo pela paz de Itamambuca. Não consegue mais imaginar-se na grande cidade.

S 23°23.624′
W 045°00.504′
Irival, Itamambuca, Ubatuba, SP
Por volta de 1953, Irival acompanhou a abertura da BR-101 em Itamambuca. Antes da rodovia, não havia nada além de uma trilha que as pessoas utilizavam quando não faziam o percurso entre uma cidadezinha e outra por meio de barcos. Segundo Irival, a rodovia trouxe muitas melhorias, mas com elas, muitos problemas. Os terrenos foram sendo comprados por pessoas afortunadas e os moradores do lugar foram perdendo espaço. Hoje, os nativos realizam essencialmente pequenos serviços: como seguranças, empregados domésticos, jardineiros, ou trabalham na construção civil. Irival diz que para ser alguém, é preciso sair de Ubatuba.

S 23°23.913′
W 045°01.292′
Marlene e Del, Itamambuca, Ubatuba, SP
Marlene e Del deixaram sua Bahia natal para instalar-se em São Paulo. Ele há 31 e ela há 18 anos. O casal é proprietário do restaurante situado às margens da BR 101, o qual é por eles mantido há 8 anos. Volta e meia mudam a decoração, tanto pelo desejo de sentir-se em um espaço novo, quanto para agradar os clientes. Del diz ser tranquilo morar no local, mas se preocupa com as drogas que vêm chegando e começam a se instalar entre os jovens. Ele tem vontade de um dia retornar à Bahia, mas Marlene não quer nem ouvir falar.

S 23°25.199′
W 45°02.386′
Praia Vermelha, Ubatuba, SP

S 23°26.052′
W 45°05.114′
Monumento em homenagem ao homem caiçara.
Centro, Ubatuba, SP

S 23°26.052′
W 45°05.114′ #2
Pedro Lucas, Centro, Ubatuba, SP
Pedro Lucas nasceu e sempre viveu em Ubatuba. É desenhista, pintor e gosta de fotografia. Quer comprar uma máquina analógica pela internet. Vive em uma cidade onde há mais ciclistas do que pedestres. Diz ter tirado a carteira de motorista aos 19 anos, mas prefere andar de bicicleta para manter a forma.

S 23°47.576′
W 045°19.670′
Praia do Massaguaçu, Caraguata, SP

S 23°47.576′
W 045°23.983′
Mateus, São Sebastião, SP
Mateus nasceu e cresceu na cidade de São Sebastião. Há 4 meses, começou a trabalhar num hotel que fica à beira da BR 101. Há mais ou menos 4 anos, começou a se interessar por “manga” e, consequentemente, pela cultura japonesa. Pretende estudar relações internacionais. Para ele, a cidade onde vive é calma, porém, por vezes, por demais da conta.

Anúncios