S 17°03.043’
W 039°32.997’
Itamaraju, BA
Andrea

2013-12-07_Translitoranea_2_BA_033

S 17°03.043’
W 039°32.997’
Itamaraju, BA
Ualisson (vulgo Adriano Cowboy)
Ualisson é conhecido na cidade como Adriano Cowboy. Foi um boiadeiro que começou a chamá-lo assim quando pequeno. Ele nem sabe o porquê. Trabalha na fazenda familiar, com produção de leite. Diz ser importante zelar pelo nome da família. Preza a seriedade e considera o trabalho algo importante. Acredita que tudo faz parte de um ciclo, que não se pode querer as coisas só para si mesmo. É preciso ajudar os outros. Conta com orgulho a ato, segundo ele, generoso, de um de seus vizinhos que, em visita a Eunápolis, trouxe para sua fazenda um menino de rua. Hoje, o garoto trabalha com o vizinho, recebe salário, tem conta no banco, aprendeu a cavalgar e, quando lhe perguntam se deseja retornar a Eunápolis, diz que não troca sua vida atual por nada. Segundo Adriano Cowboy, Itamaraju é uma cidade de muitas festas. A cavalgada é uma das mais importantes e acontece várias vezes ao ano. Só perde a vez para a festa junina, que toma conta da cidade no mês de junho.

S 17°03.043’
W 039°32.997’
Itamaraju, BA

S 17°00.685’
W 039°32.591’
Itamaraju, BA
Josiane
Há sete meses, Josiane começava a trabalhar na Pousada Vista da Pedra como recepcionista. Aprecia o trabalho pela diversidade de encontros que ele lhe propicia. Não tem muita oportunidade de viajar, mas o trabalho lhe permite conhecer pessoas de diferentes lugares. Alguns visitantes passam um longo tempo no café da manhã contando histórias, que ela adora ouvir. Seu maior sonho é o de viver bastante, ficar bem velhinha e ver seus filhos e netos construírem suas vidas. O que há de mais triste para Josiane são as mortes prematuras, sobretudo aquelas causadas por acidentes. No trânsito, muitas pessoas não respeitam a vida. Já perdeu diversos amigos e familiares por causa de acidentes, a maior parte na BR-101.

S 17°00.870’
W 039°32.598’
Itamaraju, BA

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: