S 15°42.668’
W 039°26.776’
BA

S 15°25.016’
W 039°27.402’
Camacan, BA
Sérgio é proprietário de um espaço onde é possível consumir e adquirir produtos da localidade de Camacan, cidade onde outrora a exploração do cacau foi sinônimo de riqueza para diversos fazendeiros. Nos anos 1980/1990 um fungo denominado “vassoura de bruxa” infestou as plantações de cacau, levando a maioria delas à falência. Hoje, muitas encontram-se abandonadas.
Sérgio é originário da Bahia. Quando jovem, foi para o Rio de Janeiro estudar filosofia. Mais tarde tornou-se diplomata. Em plena ditadura, ao ter sido sua passagem pela União Nacional dos Estudantes identificada pelos militares, foi “convidado” a deixar o cargo. Na época, residia nos Estados Unidos e precisou retornar ao Brasil, onde, segundo ele, ficou “exilado”.
Há 11 anos tem investido no negócio que procura valorizar os produtos da região de Camacan. Trabalha diretamente com os produtores locais, alguns deles assentados nos arredores. Diz ser a BR- 101 apenas um local de passagem nessa região, cujo objetivo é conduzir os viajantes às cidades do litoral.
Masacredita queépossíveltirarproveitodissoparatrazeralgumabenfeitoria paraalocalidade.Enquantoeletrabalhaemseunegócioàbeirada BR,aesposadaaulasdeHistórianaescoladovilarejo. 

 

S 15°04.844’
W 039°20.303’
São José da Vitória, BA
Distribuidores de cacau
Gilmar, Edinei e Alex

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: